Quem somos

A Tecnofrutos, de Beth Ferreira, existe desde 1993 como produtora de conteúdo cultural, realizadora de programas de TV e vídeos institucionais, produção de eventos e jornalismo online.

beth-ferreiraBETH FERREIRA

A diretora de TV e jornalista Beth Ferreira acaba de lançar o documentário de arte Popping Upno momento na grade de programação dos canais Arte 1 e Curta! Gravado em N.York, Los Angeles, São Francisco e Miami, Popping Up mostra entrevistas e obras de arte de artistas como Ron English, Kenny Scharf, Tara McPherson, Winston Smith, Skinner e Frank Kozik entre muitos outros, além de galeristas como Jonathan LeVine e Matt Kennedy (La Luz de Jesus).

Beth Ferreira atua na área de cultura desde meados dos anos 80. Seu primeiro vídeo foi um documentário sobre o grupo carioca de poesia Os Camaleões, dos jornalistas Pedro Bial, Claufe Rodrigues e Luiz Petry. No final dos anos 80 viveu em N.York onde estudou produção e direção de TV na New School For Social Research e fez estágio no centro cultural The Kitchen, referência em arte performática e videoarte. Lá teve a oportunidade de trabalhar com o diretor polonês ganhador do Oscar de animação de 1983, Zbig Rybczynski.

Produziu mostra de videoarte brasileira no The Kitchen em 1988. De volta ao Brasil trabalhou com Hans Donner como consultora técnica da abertura da novela Tieta. Fez videoclipes e experimentais, entre eles Rio em Cápsulas, exibido na MTV do Brasil e selecionado para apresentação no Festival de TV Golden Prague em 1991.

Desde então é associada à vanguarda do comportamento no país, produzindo eventos com DJs consagrados e escrevendo para diversas publicações brasileiras. Em 1992 lançou o documentário Technodream, sobre música eletrônica na Alemanha e no Brasil. Technodream foi selecionado para o Festival de Locarno de 1992 onde foi exibido na mostra Cyber Letter. No Brasil Technodream foi exibido na TV Cultura e em diversos eventos e festas, entre elas a Conexão DJ, promovendo intercâmbio de DJs entre as cidades do Rio de Janeiro e São Paulo. Neste evento DJs consagrados de cada cidade tocaram pela primeira vez no estado vizinho e a festa recebeu também DJs estrangeiros como o britânico Mark Tabberner.

Em 1996 entrevistou em N.York o intelectual Jaron Lanier em matéria que foi veiculada no programa Hipermídia do canal Globosat News TV, hoje GNT. A matéria também foi publicada no jornal O Globo. Jaron Lanier é pioneiro da tecnologia de Realidade Virtual e intelectual de cultura digital. Em 2010 foi indicado pela Revista Time como uma das 100 pessoas mais influentes do mundo.

De 1997 a 2001 editou o guia cultural Cidade Virtual Rio de Janeiro no portal ZAZ/Terra. Criou a coluna Bits da Madrugada que estreou no guia Cidade Virtual Rio de Janeiro fazendo uma crônica da vida noturna na cidade. Em 1999 essa coluna se tornou um website hospedado no portal Terra. De 2001 até hoje edita  o portal cultural Bitsmag que foi criado para ampliar a gama de assuntos tratados na coluna Bits da Madrugada que existe até hoje dentro do Bitsmag.

Nos anos 00 lançou a Bits Sessions, coletânea em CD com o melhor da música eletrônica no Brasil. Bits Sessions é também o nome da festa oficial do site Bitsmag. Como a Conexão DJ dos anos 90, a Bits Sessions promove o intercâmbio da cultura noturna em festas que acontecem em São Paulo, Rio ou Belo Horizonte nos clubes mais interessantes dessas cidades e com a presença de DJs como Faze Action, Renato Cohen, Eduardo Corelli, JR Mahr, Azad Rizvi e muitos outros, brasileiros e estrangeiros.

Em 2008 tornou-se colecionadora de arte e produziu o concurso e exposição de customização de toy art, Batalha de Toys. Em 2013 dirigiu e produziu a websérie de viagem Planeta Exótico e em 2014 e 2015 o documentário Popping Up!Quem somos 

Veja matérias sobre Beth Ferreira na imprensa